DESENVOLVIMENTO DA ÉTICA PROFISSIONAL NOS ESTUDANTES DE TRADUÇÃO – Alicia Silvestre Miralles

“Pressupõe-se que [o tradutor] tem organizada uma base de dados de clientes, que faz seguimento dos próprios pagamentos e trabalhos pendentes e que coloca datas de expiração às ofertas e orçamentos [seria a planilha dos meus sonhos?]. Se o tradutor fatura por palavra ou por linha, estes termos devem ser definidos. Deve-se especificar se a contagem se realiza a partir do texto base ou do texto de destino, quais são as atividades que cobre o trabalho por hora e quando se aplica uma tarifa fixa. Convém conhecer qual é o rateio pessoal de rendimento por hora ou por dia em um tipo de documento dado. A seção administrativa inclui manter o seguimento das aquisições e retirada de equipamentos do local de trabalho e livros de referencia, com vistas às taxas de propriedade e negocio. As concessões são poucas: não aceitar trabalhos que não possamos fazer de maneira excelente e a tempo, ou traduzir somente para a própria língua. Em conjunto, a ética envolve a qualidade no resultado, que vai além da adequação de termos e que inclui a execução dos indicadores acima mencionados.”

“Para introduzir a ideia de que em tradução há vários modos de proceder e nunca há uma única opção legítima, [o autor citado supra] recomenda analisar muitas traduções existentes, antigas e contemporâneas, tomando em conta a posição desses textos na cultura meta.”

BERMANN, S.; WOOD, M. (Eds.). Nation, Language, and the Ethics of Translation. Princeton: Princeton University Press, 2005.

CHESTERMAN, Andrew. Juramento Jeronímico [ver título original em Inglês] (2001).

GOODWIN, P. Ethical Problems in Translation: Why We Might Need Steiner After All, The Translator, n. 16, v.1, 2010, p. 19-42.

OLIVEIRA. Escritores brasileiros e a ética da tradução: o caso de Érico Verissimo. Lugares dos discursos (2006).

PYM, Teorías contemporáneas de la traducción. Intercultural Studies Group: Tarragona, 2012.

PYM, A.; GRIN, F.; SFREDDO, C. & CHAN, A.L.J. The status of the translation profession in the European Union. Luxembourg: European Commission. Revised edition: London: Anthem, 2012/2013.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.